Prefeitura assina contrato para profissionais da segurança atuarem nas escolas e creches de Macapá

Mais de 140 trabalhadores foram contratados. Medida proporcionou geração de emprego e valorização da categoria.

Profissionais da segurança atuarão nas escolas e creches municipais | Foto: Rogério Lameira/PMM
Prefeito Dr. Furlan reunido com os profissionais da segurança | Foto: Rogério Lameira/PMM

O prefeito de Macapá, Dr. Furlan, anunciou na manhã desta terça-feira (5) contrato para 144 para profissionais da segurança atuarem nas escolas e creches municipais. Os trabalhadores serão lotados em 72 postos. A cerimônia aconteceu no Comando do Guarda Civil Municipal, na zona norte da capital.

“Hoje é um momento simbólico para anunciarmos uma decisão importante que impacta positivamente na vida de 144 vigias de Macapá. Com essa iniciativa, estamos devolvendo a esperança para a categoria. São 144 pais e mães de famílias que passam a ter uma oportunidade para sustentar sua família”, destacou o prefeito Dr. Furlan.

O contrato foi feito entre Prefeitura de Macapá e Cooperativa de Trabalho dos Profissionais Autônomos da Área de Segurança do Amapá – Prossegup, no valor de R$ 1,5 milhão. O documento foi assinado no dia 1º de julho e os profissionais já serão direcionados para as escolas e creches municipais.

“O retorno dos vigias era uma das principais reivindicações da classe e, hoje, estamos concretizando esse sonho. Sabemos que vocês cuidarão do espaço como se fossem sua casa, com cuidado e zelo, estamos muito felizes de tê-los na educação municipal. Que vocês possam garantir a segurança das nossas crianças e servidores”, complementa o secretário municipal de Educação, Rodrigo Gomes.

Carmem Lúcia, comemorou a contratação. “Em 2015, nós fomos tirados dos nossos postos de serviços sem explicação nenhuma, ninguém lutou pela gente. Mas agora, voltamos com força total e isso graças a um gestor que olhou por nós. Essa atitude vai mudar nossa vida e representa para nós, trabalhadores, esperança”, disse emocionada a profissional.

Carmem Lúcia conta que desde 2015 aguardava por uma nova contratação | Foto: Rogério Lameira/PMM

Policiamento ostensivo na capital
Com o retorno da vigilância, os guardas civis que atuavam nesses locais vão realizar segurança ostensiva na capital, em conjunto com outros órgãos da segurança pública do estado. A atuação é prevista na lei federal 13.022, que estabeleceu o Estatuto Geral das Guardas Municipais, e a lei complementar 146/2022 do município.

“Uma ação desenhada quando decidimos implantar o novo estatuto da Guarda Civil. Dessa forma, atendemos um pedido da corporação, que passa a ir para as ruas e reforçar a segurança pública do município. Conseguimos efetivar duas ações importantes para as categorias que aguardavam muito tempo por isso, os guardas e os vigias”, ressalta o chefe do executivo municipal.

O policiamento e patrulhamento será feito com viaturas, motocicletas, ônibus de videomonitoramento e arma de choque nas quatros zonas de Macapá.

Profissionais da segurança atuarão nas escolas e creches municipais | Foto: Rogério Lameira/PMM
Guardas municipais farão ronda ostensiva na capital | Foto: Rogério Lameira/PMM

 

Fonte: PMM/AP-Secretaria Municipal de Comunicação Social